BMS

Minério De Ferro Cai Após Retorno De Investidores Chineses:

Data: 11/10/2017

Fonte: PN - Portos e Navios

O minério de ferro enfrentará um inverno triste. Os futuros despencaram com o retorno dos investidores chineses ao mercado após uma semana de recesso com foco renovado tanto no impacto sobre a demanda dos cortes de produção de aço na China durante o inverno quanto nas perspectivas de oferta adicional das maiores mineradoras do mundo.

Em Cingapura, o contrato SGX AsiaClear mais ativo caiu 4,1 por cento, para US$ 60,47 a tonelada, menor preço intradiário desde 6 de julho. Na Bolsa de Commodities de Dalian, na China, o contrato caiu 3,9 por cento, anulando um ganho anterior.

"As exportadoras de minério de ferro estrangeiras caminham para a principal temporada de carregamentos em um momento em que as retiradas diárias dos portos chineses estão em queda", informou a Maike Futures, em nota, em seu website. "As restrições à produção de aço entre os clientes limitarão a demanda."

A commodity entrou em bear market no mês passado em meio à preocupação de que os cortes à produção de aço na China para combate à poluição durante o inverno afetarão o consumo em um momento em que as mineradoras estão ampliando a produção. Entre os pessimistas, o Goldman Sachs advertiu que a queda do minério de ferro provavelmente continuará à medida que os governos locais do maior usuário implementarem os limites de forma mais estrita. Os preços menores prejudicam produtoras como Rio Tinto, Fortescue Metals e Vale.

"O mercado está meio que retomando de onde parou antes do feriado da Semana Dourada", disse Ric Spooner, analista da CMC Markets em Sidney, por telefone, em referência ao recesso da semana passada na China, quando os mercados financeiros permaneceram fechados. "A tendência global tem sido de queda do minério de ferro há algum tempo."

Novos dados sobre o setor imobiliário da China aumentaram o pessimismo quando os traders chineses retornaram, nesta segunda-feira. As vendas de novas residências em Pequim totalizaram 116 unidades durante o feriado, menor número desde 2009, publicou o Economic Information Daily, citando dados da Centaline Property. As vendas em Xangai caíram 78 por cento, para 178 unidades, ressaltando uma incipiente desaceleração nos mercados imobiliários, que representam grande parte da demanda por aço.

Preço de referência

O minério de ferro de referência com 62 por cento de teor ferroso em Qingdao estava em US$ 62,27 a tonelada seca na sexta-feira após atingir US$ 61,48 no dia anterior, menor preço desde junho, segundo a Metal Bulletin. Após oscilarem em um amplo espectro, chegando perto de US$ 95 em fevereiro e caindo para cerca de US$ 53 em junho, os preços recuaram 21 por cento neste ano.

O Deutsche Bank informou em 5 de outubro que os limites impostos pela China podem afetar a demanda a curto prazo, derrubando os preços para a faixa entre US$ 50 e US$ 60 antes de uma recuperação em 2018. "Estimamos que os esforços do governo para reduzir a poluição e melhorar a qualidade do ar serão estruturais e continuarão pelo menos nos próximos cinco anos", afirmou.


Últimas Notícias:

Produção De Carvão Da Vale No 3º Trimestre Atinge Recorde

Ceo Da Nippon Steel & Sumitomo Metal Assume Presidência Da Associação Mundial Do Aço

Scania Revela Heavy Tipper, Para Mineradoras

Produção Recorde De Nióbio

Agência Diz Que Barragens De Al Estão Com Problemas Estruturais

    BRASIL MINING SITE® - Todos os direitos reservados